CARACTERIZAÇÃO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL POTENCIAL E EMERGENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO PARAÍSO (SP).

  • Ronaldo Alberto Pollo FCA/Unesp/Botucatu http://orcid.org/0000-0002-5904-0811
  • Bruno Timóteo Rodrigues FCA/Unesp/Botucatu
  • Lincoln Gehring Cardoso FCA/Unesp/Botucatu
  • Zacarias Xavier de Barros FCA/Unesp/Botucatu

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar a Fragilidade Ambiental Potencial e Emergente da bacia hidrográfica do ribeirão Paraíso (SP), através da utilização de imagem de satélite LANDSAT 8 do ano de 2016 em ambiente SIG. Esta área tem grande importância por possuir suas principais nascentes à montante com participação de 67% no abastecimento para o consumo humano do município de São Manuel-SP, com o desenvolvimento de suas atividades econômicas voltadas à agricultura e pecuária. Utilizou-se a metodologia proposta por Ross (1994, 2012), onde definiu a fragilidade dos ambientes naturais e antropizados, com algumas adaptações diante da combinação de algumas variáveis ambientais, utilizando planos de informações como declividade, solo, cobertura e uso da terra. Baseados em 5 (cinco) diferentes níveis de capacidade desses ambientes em resistir à degradação, que respondem de diferentes maneiras às intervenções humanas, variaram de 1 a 5 ou seja, do mais fraco ao mais forte para declividades e solos (sendo: muito baixa à muito alta), ou do mais protegido para o menos protegido no caso da cobertura e uso da terra (sendo: muito alta à muito baixa). A análise integrada das variáveis utilizadas, mostraram além das potencialidades e limitações, importantes resultados sobre os ambientes naturais e antropizados, definindo áreas mais frágeis merecendo maior atenção e possibilitando uma orientação para um desenvolvimento sustentável e subsídios à gestão do território.

PALAVRAS-CHAVE: uso do solo, variáveis ambientais, espaço geográfico

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Departamento de Engenharia Rural (Topografia e Sensoriamento Remoto)
##submission.authorWithAffiliation##
Departamento de Engenharia Rural
##submission.authorWithAffiliation##
Departamento de Engenharia Rural (Topografia e Sensoriamento Remoto)
##submission.authorWithAffiliation##
Departamento de Engenharia Rural (Topografia e Sensoriamento Remoto)
Publicado
2018-07-13
Seção
Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável