INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA SUPERFÍCIE DO SOLO E DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS ENTRE LINHAS DO FEIJOEIRO NA TEMPERATURA DO SOLO

Autores

  • Zanandra Boff de Oliveira Universidade Federal de Santa Maria
  • Reimar Carlesso Universidade Federal de Santa Maria
  • Alberto Eduardo Knies Universidade Federal de Santa Maria
  • Juliano Dalcin Martins Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2015v20n1p33

Resumo

INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA SUPERFÍCIE DO SOLO E DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS ENTRE LINHAS DO FEIJOEIRO NA TEMPERATURA DO SOLO

 

 

ZANANDRA BOFF DE OLIVEIRA1; REIMAR CARLESSO2; ALBERTO EDUARDO KNIES3 E JULIANO DALCIN MARTINS4

 

1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFF), Câmpus Júlio de Castilhos, Júlio de Castilhos, RS, zanandraboff@gmail.com.

2 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Departamento de Engenharia Rural, Santa Maria, RS, reimar.carlesso@gmail.com.

3 Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, (UERGS), Câmpus Cachoeira do Sul, Cachoeira do Sul, RS, albertoek@gmail.com.

4 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Campus Ibirubá, Ibirubá, RS, juliano.dalcin@ibiruba.ifrs.edu.br.

 

 

1        RESUMO

 

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes quantidades de resíduos vegetais depositados na superfície do solo e espaçamentos entre linhas do feijoeiro na temperatura de um solo ARGISSOLO VERMELHO Distrófico arênico. O experimento foi realizado em área experimental do Departamento de Engenharia Rural da UFSM, no ano agrícola de 2010/11. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, bifatorial, com três repetições. O fator A foi constituído de três espaçamentos entre linhas de cultivo: 30, 50 e 70 cm e o fator B de duas quantidades de resíduos vegetais na superfície do solo: 1 Mg ha-1 de resíduos de milho e 5 Mg ha-1 de resíduos de milho+aveia preta. Para avaliação da temperatura do solo foram utilizados sensores termopares, constituídos de cobre e constantan, instalados nas profundidades de 3 e 8 cm do perfil do solo. A utilização de 5 Mg ha-1 de resíduos de milho+aveia preta na superfície do solo reduz em até 3oC a temperatura máxima do solo. Espaçamentos entre linhas do feijoeiro reduzidos de 70 para 30 cm, dos 42 a 56 dias após semeadura (DAS), causaram efeito positivo na diminuição da temperatura máxima do solo.

 

Palavras-chave: temperatura do solo, feijoeiro, cobertura da superfície do solo.

 

 

OLIVEIRA, Z. B. de; CARLESSO, R.; KNIES, A. E.; MARTINS, J. D.

INFLUENCE OF CROP RESIDUES ON THE SOIL SURFACE AND DIFFERENT SPACING BETWEEN ROWS OF BEAN PLANTS ON THE  TEMPERATURE IN PALEUDALF SOIL

 

 

2        ABSTRACT

 

The objective of this study was to evaluate the effect of different amounts of crop residues on   soil surface as well as   spacing between rows of bean plants on the temperature of a Paleudalf soil.  The experiment was conducted in the experimental area of the Agricultural Engineering Department at the Federal University of Santa Maria in 2010/11. A   completely randomized  bifactorial  experimental design was used with three replicates.   Factor A consisted of three spacing rows between crops: 30, 50 and 70 cm. Factor B consisted of two quantities of crop residues on the soil surface: 1 Mg ha-1  of corn residues and 5 Mg ha-1 of corn + oat residues. To evaluate  soil temperature, copper and constantan thermo-pairs were installed 3 and 8 cm deep.  Using 5 Mg ha-1 corn + oat residues on the soil surface reduced the maximum soil temperature by 3oC. Reduction in row spacing from 70 to 30 cm, 42 to 56 days after sowing (DAS) caused a positive effect on the reduction in maximum soil temperature.

 

Keywords: soil temperature, bean, coverage of soil surface.

Biografia do Autor

Zanandra Boff de Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria

Atualmente é professora Professora de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal Farroupilha Campus de Júlio de castilhos e aluna do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFSM, no nível de doutorado. Atua em temas relacionados ao manejo da irrigação e conservação do solo e da água.

Reimar Carlesso, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1982), com mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Santa Maria (1987) e doutorado em Crop And Soil Science - Michigan State University, em 1993. É professor titular do Departamento de Engenharia Rural, da Universidade Federal de Santa Maria. Atua como professor e orientador nos cursos de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola e Ciência do Solo, com sete Teses de Doutorado e trinta Dissertações de Mestrado concluídas, além de orientações permanentes de alunos da Iniciação Científica. É lider do Grupo de Pesquisa "Manejo da água em sistemas agrícolas", que tem como objetivos principais a busca de estratégias que incrementem a eficiência de uso da água e energia em sistemas irrigados, através da investigação de uma série de variáveis ligadas à conservação da água em sistemas agrícolas

Alberto Eduardo Knies, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2002-07), mestrado em Ciência do Solo pela UFSM (2008-10), na área de concentração de Processos Físicos e Morfogenéticos do Solo. Atualmente é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFSM (2010-atual), na área de concentração de Engenharia de Água e Solo. Tem experiência como docente e de pesquisa na área de manejo e conservação do solo e água, em temas relacionados ao manejo da irrigação, física do solo, capacidade de infiltração do solo e fenologia de culturas agrícolas.

Juliano Dalcin Martins, Universidade Federal de Santa Maria

Técnico em Agropecuária. Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Graduado no Programa Especial de Graduação para a formação de profesores para a educação profissional pela UFSM. Mestre em Engenharia Agrícola (PPGEA/UFSM). Atualmente é aluno de Doutorado do Programa de pós Graduação em Engenharia Agrícola (UFSM), com doutorado Sanduíche pela Universidade Técnica de Lisboa, Portugal.

Downloads

Publicado

2015-02-10

Como Citar

OLIVEIRA, Z. B. de; CARLESSO, R.; KNIES, A. E.; MARTINS, J. D. INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA SUPERFÍCIE DO SOLO E DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS ENTRE LINHAS DO FEIJOEIRO NA TEMPERATURA DO SOLO. IRRIGA, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 33–45, 2015. DOI: 10.15809/irriga.2015v20n1p33. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/831. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos