EFEITOS DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NA FERTILIDADE DO SOLO

Autores

  • Rubens Fernando Serafim Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Lauren Nozomi Marques Yabuki Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp) https://orcid.org/0000-0001-9102-6561
  • João Gabriel Thomaz Queluz Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp) https://orcid.org/0000-0002-8670-533X
  • Larissa Ruas Galdeano Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Marcelo Loureiro Garcia Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp) https://orcid.org/0000-0002-6002-3840

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v26n2p439-459

Resumo

EFEITOS DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NA FERTILIDADE DO SOLO

 

 

RUBENS FERNANDO SERAFIM1; LAUREN NOZOMI MARQUES YABUKI1; JOÃO GABRIEL THOMAZ QUELUZ1; LARISSA RUAS GALDEANO1; MARCELO LOUREIRO GARCIA1

 

Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Avenida 24 A,1515, Bela Vista, CEP: 13506-900, Rio Claro, SP, Brasil. E-mail: rubens.serafim@unesp.br; lauren.yabuki@unesp.br; queluz@fca.unesp.br; larissa_ruas@hotmail.com marcelo.garcia@unesp.br

 

 

1 RESUMO

 

O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos da aplicação de vinhaça sobre as características de fertilidade do solo. Um estudo de monitoramento desses parâmetros foi realizado em uma fazenda localizada no interior do estado de São Paulo, no período de 2012 a 2017. Informações mineralógicas e sobre a concentração de metais no solo foram reportadas. Alterações significativas nas propriedades químicas do solo ao longo do tempo foram observadas, sendo a aplicação da vinhaça um dos fatores que exerceram influência na variação das características do solo, em combinação com fatores ambientais e o manejo agrícola. A saturação por bases decresceu em média de 64 para 40% entre 2012 e 2017, respectivamente, enquanto o volume médio anual de vinhaça foi 188 ± 31 m3 ha-1. A tendência de crescimento ao longo dos anos do parâmetro saturação por alumínio foi evidente e os valores de pH foram em torno de 5. Apesar da adoção de aplicação da vinhaça nos solos proporcionar a disponibilidade de nutrientes e água, é recomendado que o monitoramento e controle da qualidade do solo seja sempre realizado, mantendo-se consequentemente, a sua fertilidade e a sustentabilidade da produção de cana-de-açúcar.

 

Palavras-chave: fertirrigação, dosagens de efluente, características químicas do solo, impactos ambientais.

 

 

SERAFIM, R. F.; YABUKI, L. N. M.; QUELUZ, J. G. T.; GALDEANO, L. R.; GARCIA, M. L.

EFFECTS OF VINASSE APLICATION ON SOIL FERTILITY

 

2 ABSTRACT

 

This study aimed to evaluate the effects of vinasse application on soil fertility characteristics. A monitoring study of soil fertility parameters was conducted in a farm fertirrigated with vinasse, located in the state of São Paulo, over the period from 2012 to 2017. Mineralogical and soil metal concentration information was reported. Significant alterations in the chemical properties of the soil over time were observed, being the vinasse application one of the factors that influenced the variation of the soil characteristics, combined with environmental factors and agricultural management. The base saturation decreased on average from 64 to 40% between 2012 and 2017, respectively, while the mean annual volume of vinasse was 188 ± 31 m3 ha-1. The increasing trend in the years for the parameter aluminum saturation was remarkable and the pH values were around 5. Although the adoption of vinasse application in soils provides the availability of nutrients and water, it is recommended that the monitoring and control of soil quality be performed at all times maintaining, consequently, its fertility and the sustainability of sugarcane production.

 

Keywords: fertigation, effluent dosage, soil´s chemical characteristics, environmental impacts.

 

Biografia do Autor

Lauren Nozomi Marques Yabuki, Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Possui graduação em Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Rio Claro (2005), mestrado e doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Rio Claro (2011-2017). Atualmente como Pesquisadora Pós-Doc pelo Instituto de Geociências e Ciência Exatas (UNESP - Rio Claro) em parceria com a Escola de Engenharia de São Carlos (LPB/EESC/USP), trabalhando com a influência dos metais na biodigestão anaeróbia. Possui habilidade e conhecimento em especiação/fracionamento químico de metais-traço, biosorção de metais em biomassas residuais (borra de café, casca de banana e semente de moringa) e na técnica de Difusão em Filmes Finos por Gradiente de Concentração (DGT). Domina técnicas analíticas como ICP OES e ICP-MS, bem como técnicas de preparo de amostras.

João Gabriel Thomaz Queluz, Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Engenheiro ambiental graduado em 2010 pelo Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Campus de Rio Claro. Obteve os títulos de Mestre (2013) e Doutor (2016) pela Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da UNESP, Campus de Botucatu. Durante a graduação trabalhou com geoestatística e vulnerabilidade das águas subterrâneas, no mestrado e no doutorado trabalhou com tratamento e reúso de águas residuárias domésticas na agricultura. Pesquisador de pós-doutorado da FCA/UNESP (2017) e do IGCE/UNESP (2017-2020) trabalhando com avaliação e modelagem de sistemas alagados construídos para o tratamento de efluentes. Tem experiência em tratamento de águas residuárias, sistemas alagados construídos, sistemas decentralizados de tratamento, recuperação e reciclagem de nutrientes, reúso de efluentes, reúso agrícola, irrigação, hidráulica, modelagem matemática, análise estatística e modelagem dinâmica espaço-temporal aplicada a gestão de recursos hídricos e sistemas de tratamento de água e esgoto. Domina o método científico com elaboração, desenvolvimento, redação e análise de estudos científicos. Tem atuação acadêmica com diversas participações em eventos científicos, em aulas e cursos e em bancas avaliadoras de concursos acadêmicos.

Marcelo Loureiro Garcia, Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Atua no curso de graduação em Engenharia Ambiental e no programa de pós-graduação em Geociências e Meio Ambiente do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE) da Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Câmpus de Rio Claro, no qual realizou a Livre-Docência em Engenharia Sanitária. Obteve o título de Doutor (Ph.D.) em Engenharia Ambiental pela Washington University in Saint Louis (WUSTL), School of Engineering & Applied Science (USA), com financiamento do U.S. Department of Agriculture (USDA). É graduado em Engenharia Civil, mestrado e pós-doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP), cujos projetos de pesquisa foram financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Tem experiência na área de Engenharia Sanitária e Ambiental com ênfase em tratamento de águas residuárias, na qual os seguintes temas de pesquisa são aplicados: digestão anaeróbia, desenvolvimento de reatores, produção de bioenergia, pós-tratamento, disposição de lodo em solo, reúso de água, reciclagem de nutrientes e microbiologia; busca ações de sustentabilidade no manejo de águas residuárias, investigando a aplicação de métodos de tratamento que proporcionem a redução de impactos ambientais e a recuperação de matéria e energia.

Publicado

2021-06-30

Como Citar

SERAFIM, R. F.; YABUKI, L. N. M. .; QUELUZ, J. G. T. .; GALDEANO, L. R. . .; GARCIA, M. L. . EFEITOS DA APLICAÇÃO DE VINHAÇA NA FERTILIDADE DO SOLO . IRRIGA, [S. l.], v. 26, n. 2, p. 439–459, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v26n2p439-459. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4213. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos