DEMANDA ENERGÉTICA NA CONSTRUÇÃO DE GALPÃO PARA FRANGOS DE CORTE MODELO DARKHOUSE

  • Matheus Campos Mattioli Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Alessandro Torres Campos Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Jacqueline Cardoso Ferreira Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Alessandro Vieira Veloso Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Lucas Henrique Pedrozo Abreu Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Resumo

Notadamente, os avanços tecnológicos buscados pelo setor de construções rurais promovem ganhos em conforto e bem-estar animal, garantindo aumentos em produtividade. Neste sentido, o presente trabalho objetivou avaliar a demanda energética, de maneira detalhada, para implantação de um galpão aviário tipo Darkhouse, cuja atividade produtiva constitui da criação de frangos de corte, identificando as quantidades dos principais componentes e serviços necessários à construção. Foram considerados todos os materiais e serviços inerentes a cada uma das etapas de construção, onde os totais quantificados foram convertidos em unidades de energia, identificando aqueles de maior requerimento energético. Dentre os materiais de construção utilizados, destaca-se o aço, que correspondeu a 26,19% da energia investida na instalação. Neste sentido, o cimento também ocupou posição de destaque durante a quantificação dos materiais de construção, representando 8,47%. A energia depreendida durante a fase de limpeza e movimentação de solo representou 48,52% do total investido, devido, principalmente, ao grande volume de solo movimentado. A obra consumiu um total de 3.293.064,77 MJ de energia, distribuídos entre serviços e materiais. O coeficiente energético específico para cada metro quadrado do aviário foi de 1.219,65 MJ m-2. Poucos trabalhos foram encontrados na literatura, principalmente brasileira, abordando os gastos energéticos em estruturas destinadas à criação de animais e da energia presente em materiais e serviços. Desta forma, os resultados obtidos no presente trabalho visam fornecer dados específicos e incentivar pesquisadores no que tange às análises energéticas.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutorando em Engenharia Agrícola pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola (PPGEA/UFLA)

##submission.authorWithAffiliation##
Professor Associado Departamento de Engenharia (DEG/UFLA); Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq
##submission.authorWithAffiliation##
Doutoranda em Engenharia Agrícola pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola (PPGEA/UFLA)
##submission.authorWithAffiliation##
Professor Adjunto Departamento de Engenharia (DEG/UFLA)
##submission.authorWithAffiliation##
Professor Adjunto Departamento de Engenharia (DEG/UFLA)
Publicado
2018-12-13
Seção
Construções Rurais e Ambiência