POTENCIAL DE ENERGIA SOLAR PARA A IRRIGAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BARBALHA-CE

Francisca Valdelice pereira Silva, Hernandes Oliveira Feitosa, Claudio Faustino Pereira, João Alvino Sampaio Silva, Erialdo Oliveira Feitosa

Resumo


Atualmente há uma preocupação na utilização de energia solar como meios alternativos, tendo em vista a viabilidade para implantação dos sistemas fotovoltaicos. Sendo de extrema importância nos tempos atuais devido à necessidade de utilização de novas fontes de energia renováveis. O objetivo desse trabalho é analisar a viabilidade econômica do uso da energia solar na agricultura familiar irrigada no Município de Barbalha. O trabalho foi desenvolvido a partir de dados coletados na Estação Climatológica, localizada em Barbalha, numa série histórica de 30 anos, esses dados são inserido num programa computacional Software Retscreen destinado a analisar a viabilidade de projetos, foi feita uma simulaçao do sistema fotovoltaico para geração de energia acionando um motobomba de 1,0 cv para transportar água a uma caixa com capacidade de 1000 l á 6 m de altura, em seguida será realizada a irrigação por gotejamento de forma gravitacional numa área de 1 há cultivado com milho.Os resultados foram que o sistema só terá um retorno financeiro aproximadamente 18,5 anos,passando essa energia para os agricultores verificamos que somando todos os custos do agricultor será de R$ 7710,00 com uma receita bruta de R$ 11963,52 durante dez meses período em que se podem cultivar dois ciclos de milho irrigado, obtendo uma receita liquida de R$ 4253,52. Assim, o agricultor poderá pagar o investimento da energia fotovoltaica em menos tempo. O sistema mostra-se vantajoso nestes aspectos e abre uma interessante perspectiva de aproveitamento mais eficiente da energia solar na irrigação. 




DOI: http://dx.doi.org/10.17224/EnergAgric.2017v32n1p%25p