CRESCIMENTO E FORMAÇÃO DE FITOMASSA DO TOMATEIRO SOB ESTRESSE HÍDRICO NAS FASES FENOLÓGICAS MARCOS ERIC BARBOSA BRITO1; LAURIANE ALMEIDA DOS ANJOS SOARES2; GEOVANI SOARES DE LIMA3; FRANCISCO VANIES DA SILVA SÁ4; TAMIRES TAVARES DE ARAÚJO4 E ELAINE CRISTI

Autores

  • Eduardo Magno Pereira da Silva Universidade Federal do Ceará-UFC
  • Aderson Soares de Andrade Júnior Embrapa Meio-Norte
  • Edson Alves Bastos Embrapa Meio-Norte
  • Thales Vinícius de Araújo Viana Universidade Federal do Ceará-UFC

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2015v20n1p154

Resumo

EVAPOTRANSPIRAÇÃO E COEFICIENTE DE CULTURA DA MELANCIA EM SOLO SOB PALHADA E PREPARO CONVENCIONAL

 

EDUARDO MAGNO PEREIRA DA SILVA1; ADERSON SOARES DE ANDRADE JÚNIOR2; EDSON ALVES BASTOS3 E THALES VINÍCIUS DE ARAÚJO VIANA4

 

1 Engenheiro Agrônomo, Mestre em Engenharia Agrícola, Universidade Federal do Ceará, Doutorando em Produção Vegetal, Universidade Federal do Piauí, Centro de Ciências Agrárias, Teresina, PI, agronomo_edu@yahoo.com.br;

 2 Engenheiro Agrônomo, Pesquisador, Doutor em Irrigação, Embrapa Meio-Norte, Teresina, PI, aderson.andrade@embrapa.br;

3 Engenheiro Agrônomo, Pesquisador, Doutor em Irrigação, Embrapa Meio-Norte, Teresina, PI, edson.bastos@embrapa.br;

4 Engenheiro Agrônomo, Professor Associado II, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, thales@ufc.br.

 

 

1 RESUMO

 

O objetivo deste trabalho foi determinar a evapotranspiração e os coeficientes de cultura para a melancia (Citrullus lanatus L.), híbrido Olímpia, irrigada por gotejamento, cultivada em solo sob palhada de milheto e preparo convencional, nas condições edafoclimáticas da microrregião de Teresina, Piauí. O experimento foi conduzido no período de setembro a novembro de 2011. Para a formação da palhada visando à cobertura do solo foi semeado, em metade da área experimental, o milheto (Pennisetum glaucum), variedades ANSBmc e ANM 17. A evapotranspiração diária da cultura foi determinada utilizando-se a média de seis lisímetros de pesagem, três em cada condição avaliada, ocorrida no intervalo das 6 às 18 horas. A evapotranspiração da cultura total observada durante o ciclo da melancia na palhada e no preparo convencional foi de 206,78 e 222,26 mm, respectivamente. Os valores de coeficiente de cultura na palhada foram de 0,23, 0,52, 1,28 e 0,56 e no preparo convencional de 0,27, 0,57, 1,36 e 0,61, para as fases inicial, desenvolvimento, intermediária e final, respectivamente. A demanda hídrica da cultura sob palhada foi 7,5% inferior a medida sob preparo convencional do solo.

 

Palavras-Chave: Citrullus lanatus, lisímetro, irrigação.

 

 

SILVA, E. M. P., da; ANDRADE JÚNIOR, A. S.; BASTOS, E. A.; VIANA, T. V. de A.

EVAPOTRANSPIRATION AND CROP COEFFICIENT OF WATERMELON IN SOIL UNDER CONVENTIONAL TILLAGE AND STRAW

 

 

2 ABSTRACT

 

The objective of this study was to determine evapotranspiration and crop coefficients of watermelon (Citrullus lanatus L.), Olympia hybrid,  irrigated by dripping and grown in soil under  mulch and  conventional tillage in the edaphoclimatic  conditions of the micro region of Teresina, Piauí state.  The experiment was carried out from September to November, 2011. In order to obtain straw ground cover,   millet (Pennisetum glaucum) ANSBmc and ANM 17 were sown in half the experimental area. Mean dry matter was 6.59 t ha-1 .Daily evapotranspiration was determined using the mean of six weighing lysimeters, three in each condition studied,  from 6 a.m. to 6 p.m.  Total crop evapotranspiration observed during the watermelon cycle in the straw and conventional tillage was 206.78 and 222.26 mm, respectively. Crop coefficient values in straw were 0.23, 0.52, 1.28 and 0.56, and in conventional tillage were 0.27, 0.57, 1.36 and 0.61 for the initial, vegetative growth, intermediate and late phases, respectively.  Water demand of the plant using   straw was 7.5%, which is lower than that using conventional tillage.

 

Keywords: Citrullus lanatus, lysimeter, irrigation.

Biografia do Autor

Eduardo Magno Pereira da Silva, Universidade Federal do Ceará-UFC

Departamento de Engenharia Agrícola, Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Caixa Postal 12.168, CEP 60450-760 Fortaleza, CE.

Aderson Soares de Andrade Júnior, Embrapa Meio-Norte

Embrapa Meio-Norte, Avenida Duque de Caxias, 5.650, Bairro Buenos Aires, CEP 64006‑220 Teresina, PI.

Edson Alves Bastos, Embrapa Meio-Norte

Embrapa Meio-Norte, Avenida Duque de Caxias, 5.650, Bairro Buenos Aires, CEP 64006‑220 Teresina, PI.

Thales Vinícius de Araújo Viana, Universidade Federal do Ceará-UFC

Departamento de Engenharia Agrícola, Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Caixa Postal 12.168, CEP 60450-760 Fortaleza, CE.

Downloads

Publicado

2015-02-10

Como Citar

PEREIRA DA SILVA, E. M.; DE ANDRADE JÚNIOR, A. S.; BASTOS, E. A.; DE ARAÚJO VIANA, T. V. CRESCIMENTO E FORMAÇÃO DE FITOMASSA DO TOMATEIRO SOB ESTRESSE HÍDRICO NAS FASES FENOLÓGICAS MARCOS ERIC BARBOSA BRITO1; LAURIANE ALMEIDA DOS ANJOS SOARES2; GEOVANI SOARES DE LIMA3; FRANCISCO VANIES DA SILVA SÁ4; TAMIRES TAVARES DE ARAÚJO4 E ELAINE CRISTI. IRRIGA, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 154–164, 2015. DOI: 10.15809/irriga.2015v20n1p154. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/992. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos