COMPARAÇÃO ENTRE OS VALORES DE PARÂMETROS DE MOBILIDADE DE SOLUTOS NO SOLO OBTIDOS DE AMOSTRAS DE SOLO COM E SEM ESTRUTURA (B)

Autores

  • Jonathas Batista Goncalves Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Paulo Afonso Ferreira Universidade Federal de Viçosa
  • Antonio Teixeira de Matos Universidade Federal de Viçosa
  • Paulo Roberto Cecon Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2015v20n1p60

Resumo

COMPARAÇÃO ENTRE OS VALORES DE PARÂMETROS DE MOBILIDADE DE SOLUTOS NO SOLO OBTIDOS DE AMOSTRAS DE SOLO COM E SEM ESTRUTURA (B)

 

 

JONATHAS BATISTA GONÇALVES SILVA¹; PAULO AFONSO FERREIRA²; ANTONIO TEIXEIRA DE MATOS² E PAULO ROBERTO CECON²

 

1 DESA/UFJF. Rua José Lourenço Kelmer, Campus Universitário - São Pedro, Juiz de Fora - MG, 36037-000. Fone: (32) 2102 3419. Email: jonathasbsilva@gmail.com

2 DEA/UFV. Av. P H Rolfs, s/n - Campus Universitário, Viçosa - MG, 36570-000. Fone:
(31) 3899-2200. Email (s): pafonso@ufv.br; atmatos@ufv.br, cecon@ufv.br

 

 

1 RESUMO

 

Objetivou-se com este trabalho comparar os valores dos parâmetros de mobilidade de solutos no solo, determinados a partir de amostras com estrutura, com aqueles determinados com amostras destorroadas. Foram coletadas amostras de solo de um Argissolo Vermelho Amarelo eutrófico típico caulinítico fase terraço e de um Latossolo Vermelho Amarelo distrófico, ambos encontrados no município de Viçosa – MG. Os ensaios de transporte de solutos foram realizados no Laboratório de Física do Solo do Departamento de Engenharia Agrícola na Universidade Federal de Viçosa. Verificou-se que as médias dos parâmetros de mobilidade de solutos no solo obtidos a partir de amostras com estrutura diferiram das médias obtidas a partir de amostras destorroadas dos dois solos. Os resultados obtidos para os parâmetros de transporte de solutos comprovaram a hipótese de que na determinação de determinados parâmetros é necessário manter inalterada a estrutura do solo, quando se deseja fazer inferências dos dados às condições em campo.

 

Palavras-chave: curva de efluente, amostras com estrutura, fator de retardamento, coeficiente dispersivo-difusivo

 

 

SILVA, J. B. G.; FERREIRA, P. A.; MATOS, A. T.; CECON, P. R.

COMPARISON BETWEEN VALUES OF SOIL  SOLUTE TRANSPORT PARAMETERS  FROM SOIL SAMPLES WITH AND WITHOUT STRUCTURE (B)

 

 

2 ABSTRACT

 

The objective of this study was to compare values of soil  solute transport parameters  from structured (undisturbed) samples with those from sieved and repacked  (disturbed) samples.  Soil samples were collected from an eutrophic Alfissol soil and a dystrophic red-yellow Oxisol, both found in Viçosa – MG. The analyses of solute transport were performed in the Laboratory of Soil Physics in the Department of Agricultural Engineering at the Viçosa Federal University, MG. The means of the soil solute transport parameters obtained from structured samples differed from those from disturbed samples in the two soils. The results of solute transport parameters support the hypothesis that  to determine    some specific parameters,  keeping the soil core unaltered is mandatory  when the objective is to make inference from data concerning actual field conditions.

 

Keywords: effluent curve, structured samples, retardation factor, dispersion-diffusion  coefficient 

Biografia do Autor

Jonathas Batista Goncalves Silva, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Engenheiro Agrícola e Ambiental, Prof. Adjunto, Dep. de Engenharia, UFRRJ, Seropédica, RJ

Paulo Afonso Ferreira, Universidade Federal de Viçosa

Engenheiro Agrônomo, Prof. Visitante, Dep. de Engenharia Agrícola, UFV, Viçosa

Antonio Teixeira de Matos, Universidade Federal de Viçosa

Engenheiro Agrícola, Prof. Associado, Dep. de Engenharia Agrícola, UFV, Viçosa,

Paulo Roberto Cecon, Universidade Federal de Viçosa

Engenheiro Agrônomo, Prof. Associado, Dep. de Estatística, UFV, Viçosa

Downloads

Publicado

2015-02-10

Como Citar

SILVA, J. B. G.; FERREIRA, P. A.; MATOS, A. T. de; CECON, P. R. COMPARAÇÃO ENTRE OS VALORES DE PARÂMETROS DE MOBILIDADE DE SOLUTOS NO SOLO OBTIDOS DE AMOSTRAS DE SOLO COM E SEM ESTRUTURA (B). IRRIGA, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 60–72, 2015. DOI: 10.15809/irriga.2015v20n1p60. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/888. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos