MORFOMETRIA E USO E COBERTURA DE UMA MICROBACIA NO MUNICÍPIO DE SETE BARRAS, SÃO PAULO

Autores

  • Daniele Porto Benatti UFSCar
  • Kelly Cristina Tonello UFSCar
  • Luiz Carlos Faria UFSCar
  • Eliana Cardoso Leite UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2015v20n1p21

Resumo

MORFOMETRIA E USO E COBERTURA DE UMA MICROBACIA NO MUNICÍPIO DE SETE BARRAS, SÃO PAULO

 

 

DANIELE PORTO BENATTI ¹; KELLY CRISTINA TONELLO ²; ELIANA CARDOSO LEITE ² E LUIZ CARLOS FARIA ²

                                                                                                                   

¹ Discente, Engenharia Florestal, UFSCar, Rod. João Leme dos Santos, km 110, 18052-780, Sorocaba, São Paulo, Brasil, e-mail: dani_panty@hotmail.com

² Departamento de Ciências Ambientais, UFSCar, Rod. João Leme dos Santos, km 110, 18052-780, Sorocaba, São Paulo, Brasil, e-mail: kellytonello@ufscar.br, eliana.leite@ufscar.br, lcfaria@ufscar.br

 

 

1 RESUMO

 

O objetivo deste estudo foi caracterizar hidrologicamente uma microbacia hidrográfica do município de Sete Barras, estado de São Paulo, abordando aspectos morfométricos e de uso e a cobertura do solo, de forma a subsidiar o adequado planejamento de seus recursos naturais. Para a caracterização morfométrica, trabalhou-se com o georreferenciamernto cartas planialtimétricas, as quais tiveram sua hidrografia, curvas de nível e o limite da microbacia hidrográfica digitalizadas em ambiente SIG. A caracterização do uso e cobertura do solo foi obtida por técnicas de fotointerpretação a partir de imagem aérea do Google Earth®. De acordo com os índices morfométricos, a microbacia hidrográfica possui 143,67 hectares, é considerada de 2º ordem, com drenagem de 3,49 km/km². Apresentou ainda fator de forma de 0,05, coeficiente de compacidade de 1,18 e índice de circularidade de 0,70, o quê indica que a microbacia possui formato alongado e, portanto, baixa tendência a enchentes. O relevo apresentou declividade média de 20,78%, o que o classifica como forte ondulado e uma altitude média de 29,25 metros. As classes de uso e cobertura do solo encontradas foram: 53,9% floresta nativa, 37,0% vegetação rasteira, 5,1% áreas alagadas e 4% referente à estradas, monocultura, rede hidrográfica e construções. A caracterização do uso e ocupação da microbacia apontou que seu atual manejo condiz com sua caracterização física, contribuindo portanto com o manejo adequado de seus recursos hídricos.

 

Palavras chave: Recursos Naturais, Hidrologia, Vale do Ribeira, Rio Ipiranga

 

 

BENATTI, D.P.; TONELLO, K.C.; LEITE, E.C.; FARIA, L.C.

MORPHOMETRY, USE AND COVER OF A MICRO WATERSHED IN SETE BARRAS CITY, SÃO PAULO

 

 

2 ABSTRACT

 

The objective of this study was to characterize a micro watershed hydrologically in Sete Barras city, São Paulo state, addressing  use,  morphometric aspects and  soil cover, in order  to provide  adequate  planning of its natural resources.  For morphometric characterization, cartographic maps were used. Hydrography, contour curves and boundary of the watershed were scanned in a GIS environment.  Characterization of use and soil covering were obtained by photointerpretation techniques from aerial image of Google Earth®. According to morphometric indices, the watershed   is 143.67 hectares and  considered to be 2nd order with drainage of 3.49 km/km². It also presented form factor of 0.05, compactness and circularity coefficients of 1.18 and 0.70, respectively, which show that the micro watershed is elongated in shape and, therefore, it is  at low risk of flooding.  With an average steepness of 20.78%, the relief was classified as strongly corrugated   and with mean altitude of 29.25 meters.  Classes of use and soil covering were as follows: 53.9% native forest, 37.0% ground cover, 5.1% wetlands and 4% related to roads, monoculture, hydrographic network and buildings.  Characterization of the micro watershed use and occupation showed that the current management   is consistent with the   physical characterization, and therefore, it contributes to   appropriate management of its water resources.

 

Keywords: natural resources, hydrology,  Ribeira Valley,  Ipiranga River 

Biografia do Autor

Kelly Cristina Tonello, UFSCar

Profa. Adjunto, DCA

Luiz Carlos Faria, UFSCar

Prof. Adjunto, DCA

Eliana Cardoso Leite, UFSCar

Profa. Adjunto, DCA

Downloads

Publicado

2015-02-10

Como Citar

BENATTI, D. P.; TONELLO, K. C.; FARIA, L. C.; LEITE, E. C. MORFOMETRIA E USO E COBERTURA DE UMA MICROBACIA NO MUNICÍPIO DE SETE BARRAS, SÃO PAULO. IRRIGA, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 21–32, 2015. DOI: 10.15809/irriga.2015v20n1p21. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/812. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos