BROTAÇÃO E ALTURA DE PLANTAS DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA VELOCIDADE DE PLANTIO MECANIZADO EM DOIS SISTEMAS DE PREPARO DO SOLO

  • Priscila Gonzales Figueiredo
  • Sihelio Júlio Silva Cruz
  • Felipe Curcelli
  • Camillo Ferrarezi Giachini
  • Eduardo Barreto Aguiar
  • Silvio José Bicudo
  • Murilo Barttistuzzi Martins

Resumo

Por ser ainda pouco utilizado, o estudo de técnicas que ajustem um implemento à condições de plantio, tais como: tipo de preparo do solo, velocidade de plantio se faz necessário para viabilizar seu uso bem como sua adoção pelos agricultores. Objetivou-se avaliar a eficiência da plantadora Bazuca 2 (4 linhas) de marca Planti Center® quanto a cobertura de manivas, e o desenvolvimento das plantas através da taxa de brotação e altura de plantas em dois sistemas de plantio, direto e convencional. O estudo foi realizado na área experimental da Fazenda Lageado, pertencente à Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP, município de Botucatu, SP. O delineamento foi o de blocos ao acaso com arranjo fatorial 2x4, sendo dois sistemas de cultivo (plantio direto e plantio convencional) e quatro velocidades (3,0; 4,0; 6,0 e 7,0 km h-1), com quatro repetições. Os valores obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 10% de probabilidade. Observou-se que aumento da velocidade reduz a eficiência de cobertura da maniva, a taxa de brotação e a altura de planta no sistema de plantio direto.

Publicado
2010-11-19