NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DE Amaranthus cruentus L. EM FUNÇÃO DA EVAPORAÇÃO DE MINI-TANQUE EVAPORÍMETRO

Autores

  • Mara Rubia Mendes de Melo
  • Ricardo Alexandre Lambert

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2022v27n2p391-407

Resumo

NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DE Amaranthus cruentus L. EM FUNÇÃO DA EVAPORAÇÃO DE MINI-TANQUE EVAPORÍMETRO

 

 

MARA RÚBIA MENDES DE MELO1 E RICARDO ALEXANDRE LAMBERT2

 

1 Doutoranda, Programa de Pós- graduação em Agronomia, Departamento de Produção e Melhoramento Vegetal. Faculdade de Ciências Agronômica, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Rua José Barbosa de Barros, 1780. CEP: 18.610-307, Botucatu-SP - Brasil. E-mail: mara_mendesmelo@hotmail.com

2 Professor Titular no curso de agronomia no Instituto Luterano de Ensino Superior (ILES/ULBRA Itumbiara), Av. Beira Rio, 1001. CEP: 75.522-330, Itumbiara-GO – Brasil. E-mail: ricardoalexandrelambert@gmail.com

 

 

1 RESUMO

 

As pesquisas com amaranto ainda são incipientes no Brasil, no entanto a cultura apresenta perspectivas promissoras, dessa forma, é importante que se realize mais estudos para verificar quais processos fisiológicos, mudanças morfológicas e fenológicas da planta se alteram em função da irrigação. Objetivos da pesquisa foi determinar a real necessidade hídrica do amaranto, por meio de diferentes lâminas de irrigação e estudar o efeito sobre o rendimento e características do amaranto. Os tratamentos avaliados foram: 90%; 120%; 150%; 180%; 210% da evaporação. A evaporação diária foi observada por um mini-tanque evaporímetro. Os parâmetros medidos e avaliados foram número de folhas, diâmetro do caule e altura, comprimento das raízes, massa fresca da parte aérea, massa fresca das raízes, massa seca da parte aérea e massa seca das raízes. Comprimento, largura, peso fresco e seco da inflorescência e produção comercial por plantas e peso de mil sementes. As lâminas deficitárias bem como excessivas promoveram menores médias observadas, na maioria dos parâmetros avaliados; a lâmina de 180% foi a que melhor favorece o desenvolvimento final; e a lâmina que proporcionou maior produtividade foi a de 210%. Conclui-se que o amaranto tem elevada necessidade hídrica.

 

Palavras chaves: lâmina de irrigação, amaranto, produção, morfológicas.

 

 

MELO, M. R. M.; LAMBERT, R. A.

LEVELS OF IRRIGATION ON GROWING Amaranthus cruentus L. DEPENDING ON THE EVAPORATION OF MINI-TANK EVAPORIMETER.

 

 

2 ABSTRACT

 

Research on amaranth is still incipient in Brazil, however the culture has promising prospects, and it is important to conduct more studies to verify which physiological processes, morphological and phenological changes of the plant change as a function of irrigation. The research objectives were to determine the real water requirement of amaranth, through different irrigation depths and to study the effect on the yield and characteristics of amaranth. The treatments evaluated were 90%; 120%; 150%; 180%; 210% evaporation. Daily evaporation was observed by a mini-tank evaporimeter. The parameters measured and evaluated were the number of leaves, stem diameter and height, root length, shoot fresh mass, root fresh mass, shoot dry mass and root dry mass. Length, width, fresh and dry weight of the inflorescence and commercial production per plant and weight of a thousand seeds. Deficit as well as excessive water depths promoted the lowest observed averages in most of the evaluated parameters; the 180% blade was the one that best favors the final development; and the blade that provided the highest productivity was 210%. It was concluded that amaranth has a high water requirement.

 

Keywords: irrigation depth, amaranth, production, morphological.

Downloads

Publicado

2022-06-29

Como Citar

MELO, M. R. M. de .; LAMBERT, R. A. . NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DE Amaranthus cruentus L. EM FUNÇÃO DA EVAPORAÇÃO DE MINI-TANQUE EVAPORÍMETRO. IRRIGA, [S. l.], v. 27, n. 2, p. 391–407, 2022. DOI: 10.15809/irriga.2022v27n2p391-407. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4578. Acesso em: 27 jan. 2023.