UTILIZAÇÃO DE POLÍMERO HIDRORETENTOR E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO PARA RACIONALIZAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS NO CULTIVO DO PIMENTÃO

Autores

  • JULIANA CARLA CARVALHO DOS SANTOS Universidade Federal de Goiás
  • LEANDRO CAIXETA SALOMÃO Instituto Federal Goiano
  • LUIS FERNANDO VIEIRA DA SILVA Universidade de Sao Paulo
  • RAFAEL FERNANDES DE OLIVEIRA Instituto Federal Goiano
  • FERNANDO SOARES DE CANTUARIO Instituto Federal Goiano
  • ALEXANDRE IGOR DE AZEVEDO PEREIRA Instituto Federal Goiano

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2022v27n2p408-418

Resumo

Avaliou a influência de diferentes doses de polímero hidroretentor em função de diferentes lâminas de irrigação no cultivo de pimentão. O experimento foi conduzido em casa de vegetação no Instituto Federal Goiano, em Urutaí, Goiás. O delineamento foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 4 × 4 com quatro repetições, sendo quatro lâminas de irrigação (50, 75, 100 e 125%) obtidas diariamente junto ao tanque Classe A e quatro doses de solução de hidrogel (0, 200, 400, 600 mL). As mudas de pimentão foram adquiridas de viveiro comercial registrado. O hidrogel foi diluído 50g para cada 10 litros de água, fornecido na cova de transplantio. Foram avaliadas as variáveis: número de folhas (NF), altura de planta (HP), espessura da casca (EC), total de produção (TP), comprimento do fruto (CF), diâmetro do fruto (DF), peso médio dos frutos (PMF) e número de frutos comerciais (NFC). O uso de solução hidroretentora em pimentão, cultivar Magali R, interferiu significativamente no aumento do peso médio dos frutos, sendo a dosagem recomendada correspondente a 400mL de solução.

Downloads

Publicado

2022-06-29

Como Citar

SANTOS, JULIANA CARLA CARVALHO DOS; SALOMÃO, LEANDRO CAIXETA; SILVA, LUIS FERNANDO VIEIRA DA; OLIVEIRA, RAFAEL FERNANDES DE; CANTUARIO, FERNANDO SOARES DE; PEREIRA, ALEXANDRE IGOR DE AZEVEDO. UTILIZAÇÃO DE POLÍMERO HIDRORETENTOR E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO PARA RACIONALIZAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS NO CULTIVO DO PIMENTÃO . IRRIGA, [S. l.], v. 27, n. 2, p. 408–418, 2022. DOI: 10.15809/irriga.2022v27n2p408-418. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4577. Acesso em: 18 jul. 2024.