EFEITOS DA IRRIGAÇÃO DE NOGUEIRA-PECÃ NO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Ezequiel Saretta UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM) - Campus Cachoeira do Sul

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v26n4p827-837

Resumo

EFEITOS DA IRRIGAÇÃO DE NOGUEIRA-PECÃ NO RIO GRANDE DO SUL

 

 

EZEQUIEL SARETTA

 

Professor da Universidade Federal de Santa Maria, Campus Cachoeira do Sul (Rodovia Taufik Germano, 3013, CEP 96503-205, Cachoeira do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil). E-mail: ezequiel.saretta@ufsm.br.

 

 

1 RESUMO

 

O cultivo de nogueira-pecã tem aumentado no Brasil, contudo pouco se conhece sobre a irrigação para essa cultura. Em climas semiáridos, a suplementação de água é obrigatória, e em climas úmidos, pesquisas indicaram resultados promissores na produção, porém com variedades e condições ambientais distintas daquelas presentes no Brasil. Por isso, este trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da irrigação na nogueira-pecã, em experimento conduzido em pomar com a variedade ‘Barton’ em Cachoeira do Sul, RS, entre as safras 2019-2020 e 2020-2021. Aplicaram-se doses de reposição da evapotranspiração da cultura (ETc) correspondentes a 0 (tratamento controle), 50, 100 e 150%, com microaspersão em blocos aleatorizados com três repetições. Avaliaram-se a circunferência do tronco, o tamanho, a quantidade e o peso de nozes e o peso e rendimento de amêndoas. Na primeira safra houve excedente de chuva na época de floração, e a irrigação não apresentou efeitos significativos. Por outro lado, na safra 2020-2021 houve incremento de circunferência do tronco das plantas irrigadas. Mesmo com maior quantidade de chuva no enchimento da amêndoa, a irrigação proporcionou maior tamanho e massa das nozes, com relação linear, indicando que as doses podem ser aumentadas para se obter a resposta máxima.

 

Palavras-chave: Carya illinoinenses, microaspersão, irrigação localizada.

 

 

SARETTA, E.

IRRIGATION EFFECTS ON PECAN NUTS TREE IN THE RIO GRANDE DO SUL

 

 

2 ABSTRACT

 

Pecan cultivation has been increasing in Brazil; however, little is known about the irrigation of this crop. In semi-arid climates, water supplementation is mandatory, and in humid climates, research indicated promising results in the production; although, with varieties and environmental conditions different from those present in Brazil. Therefore, the objective of this work was to evaluate the irrigation effects on pecan nut tree at an experiment conducted in an orchard with ‘Barton’ variety in Cachoeira do Sul, RS, between 2019-2020 and 2020-2021 growing seasons. Replacement doses of crop evapotranspiration (ETc) corresponding to 0 (control treatment), 50, 100, and 150% of were applied via microsprinkler in randomized blocks with three replicates. The trunk circumference, nut size, weight and quantity, and weight and percentage of kernel were evaluated. In the first harvest, there was an excess of rain during the flowering stage and the irrigation did not show significant effects. However, in the 2020-2021 harvest, there was an increase in the trunk circumference of the irrigated trees. Even with more rainfall during the kernel-filling stage, the irrigation contributed to enhancing the size and weight of nuts in a linear relationship, indicating that the doses can be increased to achieve the maximum response.

 

Keywords: Carya illinoinenses; microsprinkler; localized irrigation.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

SARETTA, E. EFEITOS DA IRRIGAÇÃO DE NOGUEIRA-PECÃ NO RIO GRANDE DO SUL. IRRIGA, [S. l.], v. 26, n. 4, p. 827–837, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v26n4p827-837. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4409. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos