CROP COEFFICIENT OF MARANDU PALISADE GRASS: AN APPROACH INVOLVING LEAF AREA INDEX AND CANOPY HEIGHT

Autores

  • Débora Pantojo de Souza Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiróz" https://orcid.org/0000-0001-7483-3898
  • Arthur Carniato Sanches Docente, Universidade Federal da Grande Dourados –UFGD, Faculdade de Ciências Agrárias, Rodovia Dourados/Itahum, Km 12 - Unidade II, CEP: 79.804-970, Dourados – Mato Grosso do Sul, Brasil https://orcid.org/0000-0003-2379-0634
  • Fernando Campos Mendonça Docente, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, CEP: 13419-800 São Paulo, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4899-7092
  • Felipe Gustavo Pilau Docente, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, CEP: 13419-800 São Paulo, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1370-5352
  • Fernanda Lamede Ferreira de Jesus Docente, Universidade Federal Rural da Amazônia–UFRA campus Tomé-Açu, Rodovia PA- 451, Km-03, Bairro Açaizal, CEP: 68.680-000, Tomé-Açu – Pará, Brasil https://orcid.org/0000-0002-9183-6326

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v26n4p924-937

Resumo

CROP COEFFICIENT OF MARANDU PALISADE GRASS: AN APPROACH INVOLVING LEAF AREA INDEX AND CANOPY HEIGHT*

 

 

DÉBORA PANTOJO DE SOUZA1; ARTHUR CARNIATO SANCHES2; FERNANDO CAMPOS MENDONÇA3; FELIPE GUSTAVO PILAU3 E FERNANDA LAMEDE FERREIRA DE JESUS4

 

*Trabalho desenvolvido a partir dos dados da dissertação de mestrado da primeira autora.

1Etec Prof. Edson Galvão, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, Rodovia Gladys Bernardes Minhoto, km 11 - Capão Alto - CEP: 18211-265 – Itapetininga, São Paulo, Brasil, e-mail:  deborapdsouza@hotmail.com

2Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados –UFGD, Rodovia Dourados/Itahum, Km 12 - Unidade II, CEP: 79.804-970, Dourados – Mato Grosso do Sul, Brasil, e-mail: arthursanches@ufgd.edu.br

3Engenharia de Biossistemas, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, CEP: 13419-800 São Paulo, Brasil. E-mail: fernando.mendonca@usp.br, fgpilau@usp.br

4Universidade Federal Rural da Amazônia–UFRA campus Tomé-Açu, Rodovia PA- 451, Km-03, Bairro Açaizal, CEP: 68.680-000, Tomé-Açu – Pará, Brasil e e-mail: fernanda.lamede@ufra.edu.br

 

 

1 ABSTRACT

 

Determining the evapotranspiration rate enhances our understanding of plant water needs, potentially improving irrigation management. This study aimed to investigate the water consumption of the Marandu palisade grass (Urochloa brizantha), ‘Marandu’ cultivar, single cropped and intercropped with black oat and ryegrass, by determining the crop coefficient (Kc) and their correlation with canopy height (CH) and leaf area index (LAI). The experiment was carried out at ESALQ/USP from April 2016 to January 2017. Two weighing lysimeters were used to calculate the Crop evapotranspiration (ETc): one with single-crop Marandu palisade grass throughout the year and the other intercropped with black oat and ryegrass during autumn and winter (from April to September 2016). The estimated Kc, CH, and LAI were measured every 4-day. Regression equations were generated to determine the correlation between Kc and CH, and Kc and LAI in each season. Minimum and maximum Kc values for single cultivation in each season were: 0.61 and 0.97 for spring, 0.45 and 1.10 for summer, 0.47 and 0.74 for autumn, and 0.52 and 0.94 for winter.  In the intercropped cultivation, Kc values ranged from 0.62 to 1.04.

 

Keywords: evapotranspiration, Urochloa brizantha, irrigated pasture management

 

 

SOUZA, D. P. de; SANCHES, A. C.; MENDONÇA, F. C.; PILAU, F. G.; JESUS, F. L. F. de

COEFICIENTE DE CULTURA DO CAPIM MARANDU: UMA ABORDAGEM ENVOLVENDO ÍNDICE DE ÁREA FOLIAR E ALTURA DE DOSSEL

 

 

 

 

2 RESUMO

 

A determinação da taxa de evapotranspiração aumenta a compreensão das necessidades de água da planta, melhorando potencialmente o gerenciamento da irrigação. Este trabalho teve como objetivo investigar o consumo de água do capim-marandu (Urochloa brizantha), cultivar ‘Marandu’, em monocultivo e consorciado com aveia-preta e azevém, por meio da determinação do coeficiente de cultura (Kc) e sua a correlação com a altura do dossel (CH) e o índice de área foliar (IAF). O experimento foi realizado na ESALQ/USP no período de abril de 2016 a janeiro de 2017. Foram utilizados dois lisímetros de pesagem para cálculo da evapotranspiração da cultura (ETc): um com capim-marandu ao longo do ano inteiro e o outro consorciado com aveia-preta e azevém durante o outono e inverno (de abril a setembro de 2016). O Kc foi estimado, CH e IAF foram medidos a cada 4 dias. Equações de regressão foram geradas para determinar a correlação entre Kc e CH, e Kc e LAI em cada estação. Os valores mínimo e máximo de Kc para cultivo único em cada estação foram: 0,61 e 0,97 (primavera); 0,45 e 1,10 (verão); 0,47 e 0,74 (outono) e 0,52 e 0,94 (inverno). No cultivo consorciado, os valores de Kc variaram de 0,62 a 1,04.

 

Palavras-chave: evapotranspiração, Urochloa brizantha, manejo de irrigação em pastagem.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

PANTOJO DE SOUZA, D. P. de .; SANCHES, A. C. .; MENDONÇA, F. C. .; PILAU, F. G. .; JESUS, F. L. F. de . CROP COEFFICIENT OF MARANDU PALISADE GRASS: AN APPROACH INVOLVING LEAF AREA INDEX AND CANOPY HEIGHT. IRRIGA, [S. l.], v. 26, n. 4, p. 924–937, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v26n4p924-937. Disponível em: https://revistas.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4278. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos