PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE MANDIOCA PARA MESA EM DIFERENTES ÉPOCAS DE COLHEITA E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

  • Agenor Nicoli Neto Graduando em Agronomia no Centro Universitário Norte do Espírito Santo da Universidade Federal do Espírito Santo
  • Robson Bonomo Professor Associado do Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Universidade Federal do Espírito Santo (CEUNES/UFES).
  • Joabe Martins de Souza Pós-Doutorando em Agricultura Tropical pela Universidade Federal do Espírito Santo http://orcid.org/0000-0003-0920-6446
  • Alan de Lima Nascimento Graduando em Agronomia no Centro Universitário Norte do Espírito Santo da Universidade Federal do Espírito Santo
  • Augusto Moreira De Paula Magalhães Graduando em Agronomia no Centro Universitário Norte do Espírito Santo da Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE MANDIOCA PARA MESA EM DIFERENTES ÉPOCAS DE COLHEITA E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

 

 

AGENOR NICOLI NETO¹; ROBSON BONOMO²; JOABE MARTINS DE SOUZA³; ALAN DE LIMA NASCIMENTO4 E AUGUSTO MOREIRA DE PAULA MAGALHÃES¹

 

¹Engenheiro Agrônomo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo - CEUNES/UFES, Rodovia Governador Mário Covas, CEP 29932-540, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus, ES, Brasil. Email: agenornicoli@gmail.com.

²Professor titular da Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo - CEUNES/UFES, Rodovia Governador Mário Covas, CEP 29932-540, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus, ES, Brasil. Email: robsonbonomo@gmail.com.

³ Pós-Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo – CEUNES/UFES, Rodovia Governador Mário Covas, CEP 29932-540, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus, ES, Brasil. Email: joabenv@gmail.com.

4Mestrando em Agricultura Tropical, Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical da Universidade Federal do Espírito Santo – CEUNES/UFES, Rodovia Governador Mário Covas, CEP 29932-540, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus, ES, Brasil. Email: alan-lima07@hotmail.com.  

 

 

1 RESUMO

 

Objetivou-se avaliar diferentes lâminas de irrigação na produtividade e qualidade de mandioca para mesa em diferentes épocas de colheita em São Mateus (ES). O experimento foi em blocos inteiramente casualizados, em parcela subdividida com quatro repetições. As parcelas consistiram de cinco níveis de água (T1 – tratamento não irrigado; T2 – tratamento irrigado com reposição de 33% da ETc (evapotranspiração da cultura); T3 - tratamento irrigado com reposição de 66% da ETc; T4 - tratamento irrigado com reposição de 100% da ETc; T5 - tratamento irrigado com reposição de 133% da ETc). As subparcelas consistiram em três épocas de colheita após a emergência 9 MPE (meses pós-emergência), 11 MPE e 13 MPE. As maiores produtividades de mandioca de mesa foram alcançadas com lâmina de irrigação 130% e 146% da ETc, para raiz total e comercial respectivamente, nas condições edafoclimáticas estudadas, sendo as melhores para serem indicadas para a região norte do estado do Espirito Santo. As aplicações de lâminas de irrigação entre 101,5% e 118% proporcionaram as maiores estimativas para raízes total e comercial por planta, diâmetro médio e relação parte aérea/raiz total e comercial. O tempo de cozimento de raiz foi maior com colheita tardia e com o aumento das lâminas de irrigação.

 

Palavras-chave: Manihot esculenta, massa de raiz, tempo de cozimento, manejo irrigação.

 

 

NICOLI NETO, A.; BONOMO, R.; SOUZA, J. M. de; NASCIMENTO, A. de L. E MAGALHÃES, A. M. de P.

PRODUCTIVITY AND QUALITY OF TABLE CASSAVAIN DIFFERENT HARVEST SEASONS AND IRRIGATION DEPTHS

 

 

 

2 ABSTRACT

 

The objective of this study was to evaluate different irrigation depths in the productivity and quality of cassava for table at different harvesting times in São Mateus, ES. The experiment was completely randomized blocks, in a subdivided plot with four replicates. Treatments consisted of five water levels (T1 - non irrigated treatment, T2 - irrigated treatment with 33% ETc replacement (crop evapotranspiration), T3 - irrigated treatment with 66% ETc replacement, T4 - irrigated treatment with replacement of 100% ETc, and T5 - irrigated treatment with 133% ETc replacement). The subplots consisted of three harvesting times after the emergency; 9 MPE - months post-emergency, 11 MPE, and 13 MPE. The highest table cassava yields were achieved with 130% and 146% of ETc irrigation depths, for total and commercial root respectively, under the edaphoclimatic conditions studied, being the best indication for the northern region of Espirito Santo state. Irrigation depths applications between 101.5% and 118% provided the highest estimates for total and commercial roots per plant, mean diameter and total shoot and commercial root / shoot ratio. Root cooking time was longer with late harvest and increased irrigation depths.

 

Keywords: Manihot esculenta, root mass, cooking time, irrigation management.

Biografia do Autor

Joabe Martins de Souza, Pós-Doutorando em Agricultura Tropical pela Universidade Federal do Espírito Santo
Engenheiro Agrônomo, Mestre em Agricultura Tropical, Doutor em Produção Vegetal
Publicado
2019-12-16
Seção
Artigos