PERDA DE MASSA DE MILHO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO IRRIGADO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO

  • Douglas Roberto Bizari CCA-UFSCar
  • RHUANITO SORANZ FERRAREZI
  • FRANCISCA FRANCIANA SOUZA PEREIRA
  • EDSON EIJI MATSURA

Resumo

PERDA DE MASSA DE MILHO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO IRRIGADO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO

 

 

DOUGLAS ROBERTO BIZARI1; RHUANITO SORANZ FERRAREZI2; FRANCISCA FRANCIANA SOUZA PEREIRA3 E EDSON EIJI MATSURA4

 

1Departamento de Recursos Naturais e Proteção Ambiental, Universidade Federal de São Carlos, Rodovia Anhanguera, S/N, Zona Rural – CEP 13600-970, Araras-SP, Brasil, douglasbizari@gmail.com

2 Departamento de Ciências Hortícolas, Universidade da Flórida, 2100 South Rock Road, Fort Pierce, Flórida 34945, Estados Unidos da América, rhuanito.soranz@gmailcom

Departamento de Engenharia Rural, Universidade Estadual Paulista,  Avenida Universitária, 3870, Altos do Paraíso - CEP 18610-307, Botucatu – SP, Brasil, francianasousap@gmail.com

4Universidade Estadual de Campinas, Av. Cândido Rondon, 501, Cidade Universitária – CEP 13083-875, Campinas - SP, Brasil, matsura@feagri.unicamp.br

 

 

1 RESUMO

 

O objetivo deste trabalho foi avaliar a perda de massa e a taxa de decomposição de milho como cobertura morta no solo na cultura do feijão irrigado por aspersão em sistema plantio direto. Resíduos de milho foram acondicionados em recipientes de nylon (0,35 × 0,25 m) e depositados na superfície do solo para avaliação da sua perda de massa aos 15, 30, 45, 60, 75, 90 e 105 dias após sua instalação. O experimento foi conduzido em um Latossolo Vermelho distroférrico. Testaram-se como tratamentos cinco quantidades de cobertura morta de milho (2, 4, 6, 8 e 12 Mg ha-1) e a testemunha sem cobertura, em delineamento de blocos ao acaso, com três repetições. O tratamento com maior quantidade de cobertura morta de milho, apresentou a menor perda de massa no sistema plantio direto com feijão irrigado. A taxa de decomposição do milho é inversamente proporcional com o aumento da sua quantidade como cobertura morta no solo.

 

Palavras-chave:  taxa de decomposição, umidade do solo, irrigação por aspersão.

 

 

BIZARI, D.R.; FERRAREZI, R.S.; PEREIRA, F. F. S.; MATSURA, E. E.

BIOMASS LOSS OF CORN MULCHING UNDER NO-TILL SYSTEM FOR IRRIGATED COMMON BEAN PRODUCTION

 

 

2 ABSTRACT

 

The objective of this study was to evaluate biomass loss and decomposition rate of corn as mulch on the soil surface. Corn residue was placed on nylon litterbags (0.35 × 0.25 m) and deposited onto the soil surface for evaluation of biomass loss at 15, 30, 45, 60, 75, 90 and 105 days after installation. The experiment was conducted in an Oxisol. The treatments tested were five levels of corn mulching quantity (2, 4, 6, 8 and 12 Mg ha-1) and a control (no mulching addition), arranged on a complete randomized block design with three replications. The treatment with greater amount of corn mulch showed the lowest loss of mass in irrigated beans no-till system. The rate of decomposition of corn mulch is inversely proportional to the increase of its amount in the soil. 

Keywords:  decomposition rate, soil moisture, sprinkle irrigation.

Biografia do Autor

Douglas Roberto Bizari, CCA-UFSCar

Departamento de Recursos Naturais e Proteção Ambiental

Área: Irrigação e Drenagem

Publicado
2019-09-27
Seção
Artigos