EFEITOS DA SUPLEMENTAÇÃO COM RESÍDUO DA ATIVIDADE DA CARCINICULTURA EM PLANTAS DE GIRASSOL SUBMETIDAS A CONDIÇÕES DE ESTRESSE HÍDRICO

BRENNDA BEZERRA BRAGA, Franklin Aragão Gondim, Francisco Holanda Nunes Junior, Sabrina Isabel de Oliveira Paiva, Rifandreo Monteiro Martins, Roberto Albuquerque Pontes Filho

Resumo


EFEITOS DA SUPLEMENTAÇÃO COM RESÍDUO DA ATIVIDADE DA CARCINICULTURA EM PLANTAS DE GIRASSOL SUBMETIDAS A CONDIÇÕES DE ESTRESSE HÍDRICO

 

 

BRENNDA BEZERRA BRAGA1; FRANSCISCO HOLANDA NUNES JUNIOR2; SABRINA ISABEL DE OLIVEIRA PAIVA1; RIFANDREO MONTEIRO BARBOSA1; ROBERTO ALBUQUERQUE PONTES FILHO1 E FRANKLIN ARAGÃO GONDIM1*

 

1Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará – Campus Maracanaú. Av. Contorno Norte, 10, Distrito Industrial, Maracanaú, Ceará, Brasil. Email: brenndabraga94@gmail.com; sabrinaisabel_@hotmail.com; rifandreo@gmail.com; Roberto.consultorambiental10@gmail.com; *aragaofg@yahoo.com.br (autor correspondente). 

2Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará – Campus Jaguaribe. Av. B - Bairro Manoel Costa Moraes, Jaguaribe, Ceará, Brasil. Email: holandajrb@gmail.com

 

 

1 RESUMO

 

Objetivou-se identificar os efeitos da utilização de resíduo de carcinicultura sobre o crescimento e sistema enzimático antioxidativo de girassol em condições de estresse hídrico. O trabalho foi conduzido na casa de vegetação do Instituto Federal do Ceará – campus Maracanaú, Ceará, Brasil. As sementes foram semeadas em baldes contendo: 1) areia de granulometria fina; 2) areia + adubo; 3) areia + 7g de resíduo de carcinicultura; 4) areia + 14g de resíduo de carcinicultura. Decorridos 16 dias da semeadura, metade de cada grupo de plântulas descrito foi submetido à suspensão de rega. Foram realizadas 2 coletas:19 e 21 dias após a semeadura. Determinaram-se: as matérias frescas e secas da parte aérea, das raízes e total e as atividades das enzimas antioxidativas em folhas e raízes. De modo geral, a utilização de resíduo de carcinicultura no substrato proporcionou melhoria no crescimento das plantas. Isso pode ter ocorrido devido ao aumento nas atividades das enzimas antioxidativas. Em condições controle, a aplicação de 14g de resíduo ocasionou maiores produções de matéria seca total e atividades das enzimas antioxidativas. Concluiu-se que o resíduo de carcinicultura pode ser uma alternativa aos fertilizantes, reduzindo os custos de produção, além de ser uma destinação adequada ao resíduo de carcinicultura.

 

Palavras-chave: estresse oxidativo, Helianthus annuus L., biofertilizante

 

 

BRAGA, B. B.; NUNES JUNIOR, F. H.; PAIVA, S. I. O.; BARBOSA, R. M.; PONTES FILHO, R. A.; GONDIM, F. A

EFFECTS OF SUPPLEMENTATION WITH WASTE OF SHRIMP FARMING ON SUNFLOWER PLANTS UNDER DROUGHT STRESS CONDITIONS

 

 

2 ABSTRACT

 

The aim of this study was to identify the effects of the use of shrimp waste on plant growth and the antioxidative enzymatic defense system of sunflower under drought stress conditions. The experiment was carried out under greenhouse conditions at the Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Federal Institute of Education, Science and Technology), Maracanaú Campus, Ceará, Brazil. The seeds were sown in plastic pots containing: 1) fine-grained sand; 2) sand + fertilizer; 3) sand + 7g of shrimp waste; 4) sand + 14g shrimp waste. At 16 days after sowing, half of each seedling group described was submitted to irrigation suspension. Two plant harvests were performed: at 19 and 21 days after sowing. The following parameters were determined: shoots, roots and total fresh and dry masses, and activities of antioxidative enzymes in shoots and roots. In general, the use of shrimp waste in the substrate provided higher plant growth. This could be attributed to the increased activity of antioxidative enzymes. Under control conditions, the application of 14g of waste led to higher total dry mass and higher activities of antioxidative enzymes. It is concluded that the shrimp waste may be an alternative to fertilizers, reducing production costs.  Moreover, it seems to be an adequate disposal for shrimp farming waste.

 

Keywords: oxidative stress, Helianthus annuus L., biofertilizer


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2017v22n3p591-605

Direitos autorais 2017 IRRIGA